Construção Civil
09/07/2021
Folder Prego Cabeça Dupla

Conheça os benefícios do Prego Cabeça Dupla Gerdau

  • Dobro de velocidade na desforma;
  • Redução de até 30% do custo com mão de obra na
  • etapa de montagem e desmontagem de fôrmas;
  • Maior reutilização das fôrmas;*
  • As fôrmas representam em torno de 5% do custo total da obra
  • Diminuição dos danos à madeira, evitando desperdícios e promovendo sustentabilidade;
  • Maior eficiência no sistema de fechamento das fôrmas, agregando praticidade e simplificação;
  • Excelente fixação e fácil arranque.
Ver mais
Construção Civil
01/07/2021

Produzido rigorosamente de acordo com as especicações da norma ABNT NBR 7480, o Vergalhão Gerdau GG 50 é fornecido na categoria CA-50, com superfície nervurada e soldável em todas as bitolas e apresentações. Para se trabalhar com mais praticidade, o Vergalhão Gerdau GG 50 pode vir cortado e dobrado de acordo com seu projeto, o que proporciona economia de tempo, redução de custo e capital de giro, eliminando o desperdício de material e otimizando o canteiro de obras, além de oferecer suporte técnico durante a etapa da armação das ferragens.

Construção Civil
02/07/2021

Pilares de aço e mistos de aço e concreto, com diâmetros variando de 400 mm a 1000 mm, fabricados através de soldagem em forma helicoidal de tiras de chapas de aço, têm tido sua aplicação cada vez mais difundida na construção de diversos tipos de edificações no Brasil, tais como terminais de aeroportos, centros de convenções, centros de distribuição, coberturas de áreas públicas, edifícios de andares múltiplos etc.

Construção Civil
21/06/2021

A ocorrência de manifestações patológicas precoces nas estruturas de concreto armado é alta, afetando todos os segmentos da construção civil, desde obras de arte até edificações residenciais e comerciais (DAL MOLIN et al., 2016). A corrosão das armaduras é hoje uma das principais causas de manifestações patológicas nas estruturas de concreto armado em todo o mundo (MEHTA; MONTEIRO, 2014). Essa patologia oferece risco à segurança dos usuários das estruturas, além de consumir elevados recursos financeiros para sua mitigação (pode chegar a 5% do PIB de um país desenvolvido) (KOCH et al., 2002). Dados de uma vistoria em 145 viadutos da cidade de São Paulo, realizada na década de 1980, pela Divisão de Obras de Arte da Prefeitura, já apontavam 22 viadutos classificados como de alto risco e 18 como de risco médio, sendo que 58% do total já apresentava problemas de corrosão de armaduras. Os recentes acontecimentos nos viadutos das Marginais Pinheiros e Tietê reforçam a gravidade do problema.


MAURÍCIO SILVEIRA MARTINS
Marketing Construção Civil da Gerdau